quarta-feira, 23 de março de 2011

Escrevo, Escreves, Escrevemos...

 
“Penso. Logo, para onde exponho minhas ideias?” Se você disse papel ou qualquer coisa do tipo, bem meu caro amigo, você está certo.
O ser humano criou um dom chamado escrita e, presumo; que é uma das melhores maravilhas surgidas pela mente humana. Mesmo que não explicitamente, todo ser humano possui essa sabedoria dentro de si.
Muitos sabem corretamente, outros nem tanto e, grande parcela da população, quase não sabe. Sim, eu disse quase. Pois acredito que nada é impossível para a raça humana. Mesmo não tendo no cérebro todas as regras e conceitos da amada língua portuguesa, nós sabemos nos comunicar e isso é um tipo escrita, como os textos e poemas que produzimos, mas sim de um recurso importantíssimo criado por nós, a fala. Essa escrita é feita em versos dos nossos diálogos, que transmitem o que pensamos. Essa forma de escrever revela as nossas atitudes e formas de pensar tanto em gestos, sons e falas. Então há em nós pelo menos um por cento da escrita na cabeça, mesmo ela não sendo desenvolvida (caso dos analfabetos). Ela vive dentro de todos os nós, seres pensantes, e tenta ganhar forças para libertar-se, isto basta você querer.
É tão fácil, mas ao mesmo tempo difícil, perceber que somos capazes disso.  Mas um dia a resposta chega e percebemos que aquilo que era um sonho se torna realidade.  Sim, eu posso. No momento que acreditamos nisso, ela, a escrita, nos consome e nos permite IMAGINAR. Essa é a palavra chave: imaginação. Quando imaginamos podemos expressar aquilo que sentimos, que há dentro de nós. Podemos ser o que quiser e colocar no papel todo o nosso pensamento.
Mas afinal, por que escrevo? Porque meus textos são produzidos para mim, para vocês, para todos nós. E não importa o que os outros pensam sobre ele, mas o importante é que eu me sinto feliz pelo que faço, e isso é o mais importante
Portanto jovem, escreva.  É a melhor forma de você contar ao Mundo tudo aquilo que está dentro de você, todas as suas emoções, todo seu caráter, todo seu viver. Liberte-se e abra-se para um Mundo de fantasias com versos, vírgulas, argumentos e cheiro de orações no ar.
Seja narrador, seja eu-lírico, seja poeta, seja argumentador, seja descritivo, seja escritor. Pois o mundo começa na palavra.

Gabriel Almeida

3 comentários:

  1. muito interessante o post
    parabens
    massa

    ResponderExcluir
  2. mto bom... mais interessante que a comunicaçao por fala, a escrita torna o nosso universo mais completo (entenda-se por mente), afinal viajar lendo um livro eh mto mais prazeroso do que com alguem contando uma historia... nao deixa de ser bom, mas o prazer nao eh o msm.

    ResponderExcluir
  3. Sim, quando lemos um bom livro, podemos ter uma ótima viagem mental, que muitas das vezes é melhor do que uma viagem a certos lugares.
    A escrita, a leitura, a fala, todas essas se completam para um único fundamento, conhecimento.
    Agradeçemos os comentários.
    Voltem Sempre!

    ResponderExcluir

Olá internautas!
Por favor, ao comentar no blog, comente algo instrutivo. Não diga qualqer coisa que foi pensada ligeiramente. Use sua inteligência de ser humano, você é capaz.
E Volte Sempre!

 
Copyright 2012 Tensitude Máxima. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates